quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Viver é bom.


Viver é bom, lembro-me como se fosse um sonho, pesadelo de quando eu apenas existia. Sentimentos de desgosto, sofrimento demasiado, tantas dores desnecessárias, porque eu apenas existia e não sabia viver. Quando vejo alguém na mesma situação em que já me encontrei sinto a necessidade de ajudar, tentar mostrar uma saída, mas me vem na lembrança que muitos tentaram isso comigo e não adiantava, pois só consegui deixar de sofrer quando eu resolvi aprender a viver, ser dona das minhas atitudes, responsável pelos meus atos, descobrir o que eu queria fazer e gosto de fazer, não o que querem que eu faça. E não foi com ninguém que descobri isso, apesar de muitos terem tentado me alertar... aprendi comigo mesma, sofrendo, chorando e tentando acabar com a minha vida... quando percebi que não conseguiria mesmo acabar com o sofrimento da forma que fazia, então foi aí que resolvi viver, tirar tudo que não fazia bem pra mim e acrescentar aos poucos o que me dá alegria e satisfação. Pequenos gestos, hábitos simples, liberdade nas ações, compromisso comigo mesma e com as pessoas que amo, fazer o bem, compreender o jeito das outras pessoas, então resumindo... é não complicar... é viver, é amar, se entregar às coisas boas, se abster de coisas ruins, ser um ser humano normal, com defeitos e qualidades como qualquer outro, porém que tem amor a vida, que ame viver ou simplesmente saiba que viver é bom.
Postar um comentário