sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Duas linhas de prosa.





Sua indiferença calcificou meu coração, agora é impossível amar alguém que me causou a pior decepção. Seria melhor ser ferido, machucado do que por quem amava ser desprezado.



Melhor que amar você ou sentir seu amor, é faze-lo se sentir amado por mim.
É ve-lo deleitar-se nesse amor!


A razão porque te amo.... É não ter razão...
A razão do amor é o amor, sem saber, sem explicar, só amar, incondicionalmente amor.


O bom de ser poeta que não é preciso justificar as mentiras do coração, existe uma licença pra isso.


Ser o que sou é o que mais sei ser, e já que sou, o jeito é ser... E o que pensam que sou não diz respeito a meu ser.


Tem gente que não sabe identificar o que sente.
Antes de Dizer que está apaixonado verifique se não é só fome.


Meu amor. Por favor. Não te cobro.
Só espero. Teu cuidado. Teu esmero!


Meu... só meu quero que sejas, assim é que há de ser, não sei dividir o amor e nem desmerecer.


Quero que seja o que você quiser, desde que o que queira seja o que quero inconscientemente e esperava encontrar em ti.



A vida é única... Só a vida!
Por que todos somos substituíveis.


Procuro primeiro um amigo, sem a obrigação de ser amor, pra quem sabe me apaixonar sem pressão e amar por vontade e não por necessidade.



Postar um comentário