sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Leia-me



Sempre gostei de ler e escrever,
escrevo desde os 11 anos.
Cadernos e mais cadernos com meus textos, desabafos, descobertas, invenções, mas foram acidentalmente
destruídos depois que saí de casa ao me casar.
Mas hora ou outra sempre escrevia e ainda me restam alguns escritos desta época de punho.
Então comecei escrever no computador, perdi tudo na primeira formatação. Foi quando decidi escrever
em sites tipo my space, mas também se perdeu quando esse espaço sumiu, hoje escrevo no
site o pensador,
tenho uma coleção de textos e frases avulsas lá,
mas percebi que deveria ter um lugar só meu.
Então, mais ou menos dez anos comecei este blog,
um espaço para eu escrever e falar de mim pelas costas.
Falo de mim, sobre mim e para mim.
Falo bem e falo mal, tanto faz.
Falo do que sinto e o que gostaria de sentir,
falo de vazio e de um turbilhão de sentimentos,
falo de alegria e tristeza, dúvida e certeza,
questionamentos e justificativas, força e fraqueza,
mas sempre com resultados positivos... Ou no mínimo empatado.
Enfim, entre, conheça, leia, quem sabe se identifica.
Cada palavra cada choro valeram a pena pois houve superação.
Valeu e valerá sempre, se minhas dores meus relatos também ajudarem a curar você.
Postar um comentário